Quem sou eu

Minha foto
Mineira,professora graduada em Normal Superior e Letras,posgraduada em psicopedagogia e supervisão escolar. Atualmente estou atuando como supervisora pedagógica , do maternal 3 ao 5º ano. Sejam bem vindos(as)!!!

domingo, 20 de março de 2011

Roteiro para o filme os sem floresta (4º ano)

Roteiro para trabalho com o filme  “Os Sem- Floresta
 Objetivos: - Valorizar a amizade;
- Perceber que muitos humanos vivem para comer, enquanto os animais comem para viver;
- Refletir sobre o modo de vida dos humanos e dos animais,
Metodologia: Passar o filme “Os sem Floresta”, em seguida promover uma discussão acerca  do assunto.
  • Sinopse



A primavera chegou e Verne e seus amigos da floresta acordaram da sua longa hibernação para descobrir que uma “coisa” verde e alta apareceu misteriosamente no meio da casa deles. É quando eles conhecem RJ, um guaxinim, que explica que o mundo além da cerca é “a passagem para uma vida maravilhosa” na qual criaturas peculiares chamadas humanos vivem para comer, ao invés de comer para viver.
Suspeitando e até com um pouco de ciúme de RJ, o cauteloso Verne quer manter a sua família a salvo no seu lado da cerca. Mas provando a tese de que a lixeira de um homem é o tesouro de outro homem – ou até animal – o manipulador RJ tenta convencer o bando da floresta que não há nada a temer e muito a ganhar dos seus novos visinhos. Eventualmente, RJ e Verne se tornam amigos enquanto aprendem a co-existir e até explorar esse estranho novo mundo chamado subúrbio.



Atividades:


Em grupos, onde cada grupo ficará responsável por um animal do filme, pesquisar sobre os hábitos alimentares. Apresentar a pesquisa para o grande grupo.

- Refletir sobre os hábitos alimentares do ser humano atualmente. (Conscientização de uma alimentação saudável). A partir desta temática presente no filme, pode-se trabalhar a pirâmide dos alimentos.

- Inserir o assunto do desmatamento mostrando que a situação mostrada no filme (Migração dos animais para o meio urbano) é apenas uma das inumeras consequências da destruição da natureza.


 

Um comentário: