Quem sou eu

Minha foto
Mineira,professora graduada em Normal Superior e Letras,posgraduada em psicopedagogia e supervisão escolar. Atualmente estou atuando como supervisora pedagógica , do maternal 3 ao 5º ano. Sejam bem vindos(as)!!!

domingo, 28 de junho de 2015

Cantinho "junino" da Secretaria Municipal de Educação




Projeto Informática educativa/monitor Victor


Curso para formação de professores/Jogos

Jogos confeccionados por Kely França, com base no livro Matemática no dia a dia da Educação Infantil











Plano de aula para 1º ano


 

PLANO DE AULA



Professora/estagiária: Gisele

Alunos atendidos: 1º ano

 

Conteúdos: Linguagem oral e escrita, matemática

TEMA: A  História da Dona Baratinha.

 

JUSTIFICATIVA:A História da DONA BARATINHA é um gênero textual que estimula a reflexão sobre o dinheiro e casamento(escolha de um noivo),diferenças... como também possibilita a escrita, leitura e produção de forma dinâmica e prazerosa.

OBJETIVOS:

Ø  Desenvolver no aluno o prazer da leitura,

Ø  Estimular a criatividade e o imaginário.

Ø  Produzir vários gêneros textuais(listas de nomes, bilhete e receita)

 
CRONOGRAMA: 4 horas.

 

METODOLOGIA:

1º Momento: Contar a história “A  Dona Baratinha.”, utilizando um livro gigante.

           Após contar a história, conversar sobre o texto?

Problematize questionando:


-Qual era o desejo da D. Baratinha?
-O que aconteceu para que ela acreditasse que poderia realizar o seu desejo?
-Quais os animais quiseram casar com ela e foram recusados?
-O que fez D. Baratinha recusar seus pretendentes?
-Porque ela não se casou?
-Vocês mudariam o final da história? (ouvir as várias sugestões)

 

Após contar a história, combinar de dramatizá-la no final da aula , com os alunos.

 

2º Momento: Hora da produção:

 

    Como toda festa(casamento) precisa  de preparativos... conversar com os alunos que eles irão criar um anúncio sobre o casamento da Dona Baratinha.

 

 Anúncio

 

Ø Produzir um anúncio(coletivo) avisando sobre o casamento da Dona Baratinha.

Ø Escolher um aluno para fazer um cartaz com o anúncio para colocar no pátio.

 

3º Momento: Receita
Na festa da dona Baratinha vai ser servido um caldo de feijão ...então vamos ler a receita do caldo.

Ler a receita e registrar os ingredientes , no caderno .
 

4º Momento: Lista de convidados:

 

Criar uma lista de convidados para a festa da dona baratinha(Geralmente eles irão escolher entre os colegas da turma).

5ºMomento: Teatro  da Dona Baratinha

 

Realizar o teatro /dramatização da Dona Baratinha cantando....

Música: Dona Baratinha
Eliana

Era uma vez
uma baratinha
que queria que queria se casar
saiu voando procurando um barato
mas o barato tá difícil de achar  chá chá chá cha chá
quem quer casar com a dona baratinha
que é bonitinha
e tá prontinha pra casar
também tem dinheiro na caixinha
e gosta muito de dançar o  chá chá chá...

  Recursos didáticos: Livro Com a história da Dona Baratinha; material impresso contendo a receita, Aparelho de som.

 

AVALIAÇÃO: Acompanhar atentamente o envolvimento dos alunos no decorrer das atividades propostas, por meio da observação.

domingo, 7 de junho de 2015

Pipoca na panela

Uma pipoca estourando na panela,
Outra pipoca vem correndo conversar
Ai começa um tremendo falatório,
E ninguém mais consegue se entender.
É um tal de ploc (pulo pra frente)
Plo-ploc ploc ploc (4 pulos pra trás)
Plo-ploc ploc ploc (4 pulos pra direita)
Plo-ploc ploc ploc (4 pulos pra esquerda)
É um tal de ploc (pulo pra frente)
Plo-ploc ploc ploc (4 pulos pra trás)
Plo-ploc ploc ploc (4 pulos pra direita)
Plo-ploc ploc ploc (4 pulos pra esquerda)

Dever de casa ou Para casa, para quem?


quarta-feira, 3 de junho de 2015

ATIVIDADE/ POEMA ÁRVORE


ÁRVORE

                                                                                     ADRIANA FELISBINO

ÁRVORE É MINHA AMIGA
MINHA AMIGA ELA É
EU SÓ TENHO QUE CUIDAR DELA
PRA ELA NÃO FICAR LELÉ

domingo, 31 de maio de 2015

Matemática divertida!!!

JUJUBAS, PALITOS DE DENTE E GEOMETRIA

          Nessa semana, os alunos do 5º ano da professora Gislane trabalharam noções de Geometria de uma forma bem diferente: jujubas conectadas com palitos de dentes criaram formas geométricas para enriquecer as aulas de Matemática.
 Eles montaram  polígonos utilizando palitos como arestas e jujubas como vértices. Tenho certeza que assim os alunos nunca mais vão esquecer o que são vértices e arestas.






  1. Os alunos soltaram a criatividade agrupando as figuras e sólidos da forma que quisessem.








Jornal na Escola - Informática Educativa

JORNAL NA ESCOLA -

 INFORMÁTICA EDUCATIVA



Escola Informática Educativa


FOTOS




TELECENTRO E INFORMÁTICA EDUCATIVA DE BRUMADINHO: VIDEOS PROJETO FALTA DE ÁGUA ESCOLAS DE BRUMADINHO...

TELECENTRO E INFORMÁTICA EDUCATIVA DE BRUMADINHO: VIDEOS PROJETO FALTA DE ÁGUA ESCOLAS DE BRUMADINHO...: PROJETO FALTA DE ÁGUA VÍDEOS EDUCATIVOS TRABALHADO COM OS ALUNOS. http://www.alterosa.com.br/app/belo-horizonte/videos/2014/10/20...

Projeto Informática Educativa/Escolas de Brumadinho MG

JORNAL NA ESCOLA SOBRE BULLYING E VIOLENCIA NAS ESCOLAS

JORNAL NA ESCOLA SOBRE BULLYING E VIOLÊNCIA NAS ESCOLAS - INFORMÁTICA EDUCATIVA 

- Escola Municipal Nilza de Lima Sales - 
Monitor - Dalton Braga


Bullying é uma situação caracterizada por atos agressivos verbais ou físicos de maneira repetitiva por parte de um ou mais alunos contra um ou mais colegas. O termo inglês refere-se ao verbo “ameaçar, intimidar”.
 Grande parte das pessoas confunde ou tende a interpretar o bullying simplesmente como a prática de atribuir apelidos pejorativos às pessoas, associando a prática exclusivamente com o contexto escolar. No entanto, tal conceito é mais amplo. O bullyingé algo agressivo e negativo, executado repetidamente e ocorre quando há um desequilíbrio de poder entre as partes envolvidas. Desta forma, este comportamento pode ocorrer em vários ambientes, além da escola: em universidades, no trabalho ou até mesmo entre vizinhos.

Basicamente, a prática do bullying se concentra na combinação entre a intimidação e a humilhação das pessoas, geralmente mais acomodadas, passivas ou que não possuem condições de exercer o poder sobre alguém ou sobre um grupo. Em outras palavras, é uma forma de abuso psicológico, físico e social.
No ambiente de trabalho, a intimidação regular e persistente que atinge a integridade e a confiança da vítima é caracterizada como bullying. Entre vizinhos, tal prática é identificada quando alguns moradores possuem atitudes propositais e sistemáticas com o fim de atrapalhar e incomodar os outros.
Falando especificamente do ambiente escolar, grande parte das agressões é psicológica, ocasionada principalmente pelo uso negativo de apelidos e expressões pejorativas criados para humilhar os colegas. O papel da escola é informar aos professores e alunos o que é e deixar claro que o estabelecimento
não admitirá a prática – “prevenir é o melhor remédio”. A atuação dos professores também é fundamental. Há uma série de atividades que podem ser feitas em sala de aula para falar desse problema com os alunos. Pode ser tema de redação, de pesquisa, teatro etc. É só usar a criatividade para tratar do assunto.
Claro que não se pode banir as brincadeiras entre colegas no ambiente escolar. O que a escola precisa é distinguir o limiar entre uma piada aceitável e uma agressão. Ao perceber o bullying, o professor deve corrigir o aluno. Em casos de violência física, a escola deve tomar as medidas devidas, sempre envolvendo os pais. Bullying só se resolve com o envolvimento de toda a escola - direção, docentes e aluno - e a família.

Trabalhos dos alunos sobre o Bullying e suas formas:
Jornal editado por alunos do 5º ANO:
  
·        Maria Clara
·        Letícia
·        Laisla
·        João Paulo
·        Pablo
·        Maria Luiza
·        Luiza Eduarda
·        Warley
·        Daniely
·        Emanuele Laila
·        Lucas
·        Gabriel


Informática educativa-Escolas de Brumadinho MG

PROJETO MONSTRINHO COMPUTADOR AMIGO



PROJETO: MONSTRINHO DIGITAL


Trabalhar com a criança requer dinamismo e criatividade da parte do educador. Este deve trazer coisas novas que chamem a atenção da criança. Inspirando na produção de texto Técnica do Monstro, resolvi criar o Monstrinho digital, e uma historia que cria um monstro com os componentes da Informática.

O QUE FAZER?

Distribua uma folha em branco para cada criança. Prepare – se para só escutar e desenhar o que vai pedindo, cada um com seu desenho.

O MONSTRINHO DIGITAL.
·     
            Ele tem a cabeça com a forma de um Monitor.
·         Tem dois olhos.
·         Seu nariz e um @.
·         Sua boca e um fone de ouvido de cabeça para baixo.
·         O cabelo pode ser do jeito que você quiser.
·         Suas orelha será um CD.
·         Seu pescoço será  um Pen Drive.
·         Sua barriga será um Tablet.
·         Os seus braços será um Mouse.
·         As suas pernas será um teclado.

AGORA VOCE IRÁ CONTAR UM POUCO SOBRE O SEU MONSTRINHO.
·         
        Qual é o nome do seu monstrinho?
·         De onde ele veio?
·         O que ele veio fazer aqui?
·         Onde ele está morando?
·         O que ele mais gosta de fazer?
·         Ele encontrou amigos?
·         Ele e um monstrinho bom ou mau?
·         Quando ele vai retornar de onde veio?