Quem sou eu

Minha foto
Brumadinho, MG, Brazil
Ivani Ferreira é professora e blogueira . Possui graduação em Letras pela Faculdade Asa de Brumadinho (2006), Normal Superior pela Universidade Federal de Montes Claros(2005), especialização em Psicopedagogia pela Universidade Federal Castelo Branco (2007), Supervisão Pedagógica pela FINON (2008). Professora efetiva na rede Municipal de Brumadinho desde 2005, porém, atua na rede municipal com turmas da Educação Infantil , Ensino Fundamental 1 e 2 , desde o ano de 2002. Trabalhou como supervisora pedagógica na Escola Municipal Leon Renault- Brumadinho/MG (2013- 2016). Atualmente trabalha como professora da Educação Infantil na EMEI Nair das Graças Prado em Brumadinho/MG. Sejam bem vindos(as)!!!

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

HISTÓRIA PAPAI E O DRAGÃO

ÓTIMA  HISTÓRIA PARA A SEMANA QUE ANTECEDE O DIA DOS PAIS!!!

PAPAI E O DRAGÃO


LÍVIA ALENCAR
Era uma vez uma floresta onde havia um terrível dragão cuspidor de fogo. Perto da floresta moravam duas crianças com seu papai. As crianças eram uma menina e um menino que se chamavam Ana e Joãozinho. O papai conhecia os perigos da floresta e sempre dizia aos seus filhos: “Nunca brinquem na floresta, pois o dragão cuspidor de fogo pode pegar vocês!”
Certo dia, Ana e Joãozinho saíram para brincar de manhã e, quando começou a anoitecer, ainda não haviam voltado para casa. O papai ficou muito preocupado e, quando viu que seus filhinhos não retornavam, resolveu sair em busca deles.
Passando perto da floresta, perguntou a um coelho que estava ali sentado: “Você viu duas crianças, um menino e uma menina, andando por aqui?” E o coelho respondeu: “Vi sim! Elas estavam brincando e entraram na floresta.”
“Ah, não! Será que o dragão pegou os meus filhinhos?”
O coelho aconselhou: “É melhor ir atrás deles!”
“E você sabe onde ele mora?”
“Olha, eu não sei, mas outros animais que vivem dentro da floresta poderão te ajudar.”
O papai entrou na floresta e começou sua busca! Ainda bem que a lua estava cheia, e assim a noite não estava tão escura.
Andou, andou, andou… até que de repente ouviu um barulho que vinha de perto: “Tsss! Tsss!”
Era uma cobra!!! A cobra parou na frente do papai e perguntou:
“Aonde vai assim a essa hora? Não sabe que a floresta é perigosa?”
“Estou atrás dos meus filhos que entraram na floresta… eu acho que o dragão está com eles! Você sabe onde ele mora, dona cobra?”
“Eu posso te dar uma dica, mas antes você tem que cumprir um desafio.”
“O que é?”
“Você tem que falar um trava-línguas!
O QUE QUE CACÁ QUER?
CACÁ QUER CAQUI
QUE CAQUI QUE CACÁ QUER?
CACÁ QUER QUALQUER CAQUI!”
Quem aqui consegue?
Depois que o papai cumpriu o desafio, a cobra disse:
“Muito bem! Vou te dar uma dica: para chegar ao castelo do dragão, você precisa seguir pela margem daquele rio! E tem mais uma coisa: vou te dar um presente que vai te ajudar! Pegue essa chave mágica. Ela abre qualquer porta do mundo!”
O papai pegou a chave, chegou perto do rio e foi seguindo pela margem. Andou, andou, andou… até que viu um animal com uma boca grande e dentes afiados… era um jacaré! Então o papai perguntou:
“Senhor jacaré, é por aqui que consigo chegar ao castelo do dragão?”
“Sim, você está no caminho certo, e eu posso te ajudar dando uma dica, mas você tem que cumprir um desafio.”
“Qual?”
“Você tem que responder a três charadas.”
“Pode começar!”
Primeira: “O que é, o que é: cai em pé e corre deitada?”
“A chuva!”
“Isso mesmo! A próxima charada é: tem cabeça e tem dente, mas não é bicho e nem é gente.”
“O alho!”
“Parabéns! A última charada é: tem coroa mas não é rei, tem espinho mas não é peixe.”
“É o abacaxi!”
“Muito bem! A dica é: o castelo do dragão fica depois da jabuticabeira gigante. E eu vou te dar algo que vai te ajudar. Pegue essa capa invisibilizadora!”
O papai pegou a capa e foi andando. Andou, andou, andou até que viu uma jabuticabeira  muuuuito grande, como nunca havia visto em toda a sua vida! E pensou:
“É por aqui! O castelo do dragão deve estar perto! Mas e agora, por onde vou? Pela direita ou pela esquerda?”
De repente, ouviu algo de arrepiar os cabelos!
“Auuuuu, auuuuu, auuuuuu!!!”
Era um lobo!!! Ele veio se aproximando e perguntou:
“Aonde vai assim tão tarde?”
“Estou atrás dos meus filhos, que devem estar com o dragão… o jacaré me disse que o castelo ficava perto dessa jabuticabeira, mas agora não sei por onde vou.”
“Eu posso te ajudar, mas você tem que fazer uma coisa.”
“Que coisa?”
“Tem que dar três pulos e uma rodadinha com uma perna só!”
Quem aqui consegue?
“Ótimo! Vamos lá: você deve ir andando pela direita – logo vai encontrar o castelo do dragão. E vou te dar essa espada, que você vai saber como usar…”
O papai pegou a espada e foi pelo caminho indicado pelo lobo. Andou, andou, andou até que finalmente chegou ao castelo do dragão cuspidor de fogo!
Mas a porta do castelo estava trancada. E agora, como o  papai iria entrar?
Ele se lembrou da chave que ganhou da cobra! Entrou no castelo do dragão de mansinho e viu que ele estava tirando um cochilo na sala e que havia um quarto ali perto, onde provavelmente estavam escondidos seus filhos. O papai tinha que passar pelo dragão para chegar ao quarto, mas e se o dragão acordasse e visse o papai? E agora, o que fazer?
Ele lembrou-se da capa invisibilizadora! Colocou a capa, ficou invisível e andou até o quarto. Lá dentro, tirou a capa e fez sinal para as crianças ficarem quietinhas. Ana e Joãozinho deram um abraço bem gostoso no papai!
“Que saudades, papai! Nós sabíamos que você viria nos salvar!”
Mas, de repente, o dragão entrou no quarto e gritou:
“O que está acontecendo aqui?”
E agora? O que fazer?
O papai lembrou-se da espada que ganhou do lobo! Com muita rapidez, empunhou a espada e cortou a cabeça do dragão, que caiu na mesma hora!
Os três saíram correndo do castelo do dragão e fizeram o caminho de volta para casa pela floresta.
Chegando em casa, abraçaram-se bem forte, passaram o dia seguinte brincando juntos e viveram muito felizes!
Entrou por uma porta e saiu pela outra… quem quiser que conte outra!

https://historiasdalivia.com.br/2017/08/08/historia-de-dia-dos-pais/

Nenhum comentário:

Postar um comentário