Quem sou eu

Minha foto
Brumadinho, MG, Brazil
Ivani Ferreira é professora e blogueira . Possui graduação em Letras pela Faculdade Asa de Brumadinho (2006), Normal Superior pela Universidade Federal de Montes Claros(2005), especialização em Psicopedagogia pela Universidade Federal Castelo Branco (2007), Supervisão Pedagógica pela FINON (2008). Professora efetiva na rede Municipal de Brumadinho desde 2005, porém, atua na rede municipal com turmas da Educação Infantil , Ensino Fundamental 1 e 2 , desde o ano de 2002. Trabalhou como supervisora pedagógica na Escola Municipal Leon Renault- Brumadinho/MG (2013- 2016). Atualmente trabalha como professora da Educação Infantil na EMEI Nair das Graças Prado em Brumadinho/MG. Sejam bem vindos(as)!!!

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Classificação - Educação infantil


Aplicação dos conceitos básicos de Piaget em relação a classificação




Classificação é o processo de agrupamento de elementos obedecendo a uma determinada classe ou espécie. Por exemplo: guardar brinquedos em caixas diferentes, dividir a turma em meninos e meninas, organizar o material escolar em potes diferentes
       Para uma criança de quatro a seis anos, não é tão simples como parece, pois, na classificação, a criança também precisa construir a inclusão de classes. Exemplo: se perguntarmos para uma criança diante da figura de cinco gatos, oito vacas e três bonecas: há mais vacas ou animais? Provavelmente, ela dirá que há mais vacas, pois ainda não formulou em sua mente o princípio de inclusão de classe.
      É a operação lógico-matemática realizada sobre as semelhanças exis­tentes entre elementos; significa reunir objetos semelhantes. 
      Inicialmente as classificações são obtidas através de tentativas. onde se enquadra o reconhecimento dos objetos no período sensório-motor (0-2 anos). 
      No período pré-operatório (2-7 anos) a criança reúne os objetos conve­nientes de maneira a formar uma figura no espaço (coleções figurais) e poste­riormente reúne objetos de acordo com critérios estipulados, mas  somente no período operatório (7-12 anos) percebe a inclusão de classes (quando inclui subclasses numa classe), por exemplo num conjunto de seis maçãs e duas laranjas, há mais frutas que maçãs?

Exemplos de Atividades: CLASSIFICAÇÃO

1 - Salada de Frutas

Objetivo: estabelecer critérios para classificar frutas.

Material:

  • frutas

Procedimento 
·        Cada criança deverá colocar sobre uma mesa a fruta que trouxe.
·        Observar.
·        Pedir que juntem as que se parecem.
·        Explicar como procedeu.
·        Questionar: Há outra forma de reunir as frutas que se parecem?

Exemplos: 
·        Reunir as frutas de acordo com a espécie: maçãs, laranjas, abacaxis, bananas, abacates;
·        Reunir  as frutas de acordo com a cor da casca: vermelhas, amarelas, verdes;
·        Reunir as frutas de acordo com as sementes (uma ou várias).


Obs.: a mesma atividade poderá ser realizada com flores, folhas de árvores, pe­drinhas e aproveitadas as situações ocorridas em aula.


2 – Vamos fazer coleções

Objetivo: determinar o tipo de material para realizar uma coleção para posterior­mente manipular os elementos e subdividi-los em coleções menores. 

Material:

  • será determinado pelo aluno

Procedimento 
·        Conversar sobre coleções.
·        Questionar: quem já fez uma coleção? o que é uma coleção? como se faz?
·        Dizer que tipo de material cada um vai colecionar.
·        Quando a coleção tiver bastante elementos, brincar livremente.


Obs.:durante as brincadeiras, o professor aproveitará para conversar com a criança e solicitar que os elementos sejam subdivididos de acordo com cri­térios estabelecidos. Exemplos de coleções: figurinhas, botões, pedrinhas, conchinhas, papéis de carta, chaveiros, guardanapos de papel...

3 – Classificando Materiais

Objetivo: adquirir a noção de classificação operatória

Material

  • conjunto de botões

Procedimento 
·        Apresentar os botões às crianças.
·        Manusear livremente.
·        Fazer grupos com os materiais que se parecem.
·        Explicitar a maneira de como procedeu.
·        Questionar: há outra maneira de agrupá- los?
·        Relacionar um dos subconjuntos com o conjunto de botões (inclusão de classes).


Exemplos 
1) Critério: tamanho. Há mais botões grandes ou botões?
2) Critério: cor. Há mais botões vermelhos ou há mais botões?
3) Critério: número de furos. Há mais botões de 2 furos ou há mais botões?

Obs.: outras atividades poderão ser realizadas substituindo botões por: caixinhas, latas, tampas, vidros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário