Quem sou eu

Minha foto
Brumadinho, MG, Brazil
Ivani Ferreira é professora e blogueira . Possui graduação em Letras pela Faculdade Asa de Brumadinho (2006), Normal Superior pela Universidade Federal de Montes Claros(2005), especialização em Psicopedagogia pela Universidade Federal Castelo Branco (2007), Supervisão Pedagógica pela FINON (2008). Professora efetiva na rede Municipal de Brumadinho desde 2005, porém, atua na rede municipal com turmas da Educação Infantil , Ensino Fundamental 1 e 2 , desde o ano de 2002. Trabalhou como supervisora pedagógica na Escola Municipal Leon Renault- Brumadinho/MG (2013- 2016). Atualmente trabalha como professora da Educação Infantil na EMEI Nair das Graças Prado em Brumadinho/MG. Sejam bem vindos(as)!!!

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Plano de aula semana da pátria / Plano de aula 07 de setembro para o ensino fundamental 4º e 5º anos

DIA 07 DE SETEMBRO - INDEPENDÊNCIA DO BRASIL

Nosso momento cívico abaixo:
http://escolaleonrenault.blogspot.com.br/2015/09/momento-civico-07-de-setembro.html

Objetivos:

  • Conhecer a história da independência do Brasil;
  • Conversar sobre o conceito de liberdade.O que é?
  • Perceber que somos todos sujeitos da história.

Estratégias

  • Antes de iniciar os estudos sobre a "Independência do Brasil" é importante realizar uma roda de conversa para extrair o que os alunos já sabem sobre o tema.
  • Geralmente temos diferentes opiniões, assim dá para iniciar falando sobre essa diversidade em questões da sociedade envolvendo política, religião, futebol... cada grupo tem sua tendência/ suas escolhas.
Atividades em grupos: 

  • Dividir grupos de trabalhos,fornecer materiais sobre a independência do Brasil e novas fontes de pesquisas.
  • Após a leitura cada grupo escolherá uma forma de apresentar  o tema , na aula seguinte.Através de cartazes, dramatizações, paródias...
           Apresentação de trabalhos.

Hino da Independência
Compositor: Poema: Evaristo da Veiga / Música: D. Pedro 

Já podeis, da Pátria filhos,
Ver contente a mãe gentil;
Já raiou a liberdade
No horizonte do Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá... temor servil:
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil.

Os grilhões que nos forjava
Da perfídia astuto ardil...
Houve mão mais poderosa:
Zombou deles o Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá... temor servil:
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil.

Não temais ímpias falanges,
Que apresentam face hostil;
Vossos peitos, vossos braços
São muralhas do Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá... temor servil:
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil.

Parabéns, ó brasileiro,
Já, com garbo varonil,
Do universo entre as nações
Resplandece a do Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá... temor servil:
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil.




Análise do hino

Entenda melhor o Hino da Independência

A letra do Hino da Independência, assim como a do Hino Nacional, está toda em ordem indireta, ou seja, o sujeito está, no geral, no final das orações, como era comum nos poemas escritos no século XIX. Para que se compreender melhor o significado do Hino, colocar a letra em ordem direta é um bom começo. Os primeiros versos, por exemplo, colocados em ordem direta, revelam que o Hino se inicia com a afirmação de que todos os brasileiros podem ver o Brasil contente, pois o país já é independente.


Já podeis, da Pátria filhos, [os filhos da pátria, já podem 
Ver contente a mãe gentil; [ver a pátria contente; 
Já raiou a liberdade [a liberdade já despertou 
No horizonte do Brasil. [no horizonte do Brasil 

Brava gente brasileira! [gente brasileira heroica! 
Longe vá... temor servil: [vai para longe o medo de ser dominado; 
Ou ficar a pátria livre 
Ou morrer pelo Brasil. 

Os grilhões que nos forjava [os ferros que nos prendiam 
numa intriga. 
Da perfídia astuto ardil... [ da maldade com astuta emboscada... 
Houve mão mais poderosa: [ Havia mão mais poderosa 
Zombou deles o Brasil. [ e o Brasil zombou deles) 

Brava gente brasileira! 
Longe vá... temor servil: 
Ou ficar a pátria livre 
Ou morrer pelo Brasil. 

Não temais ímpias falanges, [ não tenham medo das tropas más, 
Que apresentam face hostil; [que apresentam faces maldosas; 
Vossos peitos, vossos braços [Seus peitos e braços 
(dos brasileiros) 
São muralhas do Brasil. [ são as muralhas do Brasil 

Brava gente brasileira! 
Longe vá... temor servil: 
Ou ficar a pátria livre 
Ou morrer pelo Brasil. 

Parabéns, ó brasileiro, 
Já, com garbo varonil, [agora com porte forte, masculino, 
Do universo entre as nações [entre todas as nações do mundo 
Resplandece a do Brasil. [brilha a do Brasil) 

Brava gente brasileira! 
Longe vá... temor servil: 
Ou ficar a pátria livre 
Ou morrer pelo Brasil. 

A letra do hino é de Evaristo da Veiga e a música de D. Pedro I. 
Evaristo da Veiga era muito amigo de Pedro I. 
A música foi composta naquele mesmo dia, por D. Pedro I, que era excelente músico; ele havia chegado à Casa da Marquesa de Santos, vindo de Santos, e estava muito alegre, depois do Grito do Ipiranga! 
Sentou-se ao piano e a música saiu na hora. 
Depois Evaristo da Veiga colocou a letra. 

A música é linda, e a letra também. É o hino mais bonito do Brasil. 
Deveria, ainda, ser o Hino do Brasil. Mas os militares que proclamaram a república encomendaram outro hino porque não queriam que nada lembrasse os tempos do Império. Daí apareceu o Hino Nacional, com letra e música super difíceis!!! 
Dia 7 de setembro!!!

Realizar um desfile/caminhada cívica,com cartazes e faixas confeccionados pelos alunos.








INDEPENDÊNCIA DO BRASIL - Resumo
Resumo da Independências do Brasil, fatos, causas, processo
http://www.historiadobrasil.net/independencia/


Nenhum comentário:

Postar um comentário