Quem sou eu

Minha foto
Brumadinho, MG, Brazil
Ivani Ferreira é professora e blogueira . Possui graduação em Letras pela Faculdade Asa de Brumadinho (2006), Normal Superior pela Universidade Federal de Montes Claros(2005), especialização em Psicopedagogia pela Universidade Federal Castelo Branco (2007), Supervisão Pedagógica pela FINON (2008). Professora efetiva na rede Municipal de Brumadinho desde 2005, porém, atua na rede municipal com turmas da Educação Infantil , Ensino Fundamental 1 e 2 , desde o ano de 2002. Trabalhou como supervisora pedagógica na Escola Municipal Leon Renault- Brumadinho/MG (2013- 2016). Atualmente trabalha como professora da Educação Infantil na EMEI Nair das Graças Prado em Brumadinho/MG. Sejam bem vindos(as)!!!

terça-feira, 3 de abril de 2012

Texto ótimo para teatro na páscoa.

         
História do Coelhinho Branco


                                 (adaptação )

Personagens da história:
Narrador
Coelhinho Branco
Cabra
Porquinho
Chapeuzinho Vermelho
Lobo

Narrador – Era uma vez...um Coelhinho Branco que morava numa toca lá na floresta . Ele gostava muito de cenouras...crua...cozida...e até recheada. Certo dia o coelhinho foi buscar cenouras na horta para fazer o seu delicioso bolo com cobertura de chocolate,  para comer  na páscoa .
(Música do coelhinho).
COELHINHO

De olhos vermelhos
De pelos branquinhos
De pulo bem leve
Eu sou o coelhinho.

Sou muito assustado
Porém sou guloso
Por uma cenoura
Já fico manhoso.

Eu pulo pra frente
Eu pulo pra trás
Dou mil cambalhotas
Sou forte demais.

Comi uma cenoura
Com casca e tudo.
Tão grande ela era...
Fiquei barrigudo!

Quando o coelhinho branco voltou para casa, com seu cestinho cheio de cenouras, encontrou a porta fechada e bateu: Tum, tum, tum…

Cabra - Quem é?

Perguntou um vozeirão de lá de dentro.

Coelho – Sou eu o coelhinho branco que venho de colher  cenouras na horta para fazer um delicioso bolo, com cobertura de chocolate,  para comer  na páscoa .
Cabra – Pois eu sou a “cabra  cabrês”  se não for embora  salto em cima de ti e parto  em três.

Narrador – O pequeno coelho branco, com medo da cabra, fugiu dali correndo muito depressa. Andando, andando o coelhinho branco encontrou os Três porquinhos e pediu-lhe ajuda.

(Música dos 3 porquinhos)
Quem tem medo do Lobo mau, Lobo mau, Lobo mau   --Bis
Quem tem medo do Lobo mau, Lobo mau, Lobo mau—Bis
Ele pega as criancinhas pra fazer mingau.



Coelho – Eu sou o coelhinho branco e fui colher cenouras na horta para fazer um delicioso bolo com cobertura de chocolate,  para comer  na páscoa. Regressei à minha casa , mas estava lá a “cabra  cabrês”  e ela disse que vai pular em cima de mim e partir  em três.
Quer ir lá comigo?

Porquinhos- Não podemos  porque temos que construir nossas casas, mas vá ver  a Chapeuzinho Vermelho, que talvez  o ajude.

Narrador – o Coelhinho Branco seguiu andando e encontrou a Chapeuzinho  Vermelho.

(Música da Chapeuzinho  Vermelho).
Pela estrada fora eu vou bem sozinha
Levar esses doces para a vovozinha
Ela mora longe e o caminho é deserto
E o lobo mau passeia aqui por perto
Mas à tardinha, ao sol poente
Junto à mamãezinha dormirei contente.

Coelho – Eu sou o coelhinho branco e fui colher cenouras na horta para fazer um delicioso bolo com cobertura de chocolate,  para comer  na páscoa. Regressei à minha casa , mas estava lá a “cabra  cabrês”  e ela disse que vai pular em cima de mim e partir  em três.
Quer ir lá comigo?

Chapeuzinho vermelho- Sinto muito. Eu não posso porque vou levar uns bolinhos à casa da minha avozinha que está muito doente, mas vamos ver com o  lobo ...aquele que fica me espionando,  talvez ele possa te ajudar.

Narrador – O coelhinho continuou andando, andando cada vez mais triste e já sem esperança de poder voltar para a sua casa.

Encontrou-se então com o Lobo.

(música do lobo mau)
Eu sou o lobo mau, lobo mau, lobo mau
Eu pego as criancinhas pra fazer mingau
Hoje estou contente, vai haver festança
Vou pegar uma cabra, para encher a minha pança.

Senhor Lobo: O que tens coelhinho branco?

Coelho – Pois eu  fui colher cenouras na horta para fazer um delicioso bolo com cobertura de chocolate  para comer  na páscoa. Regressei à minha casa , mas estava lá a “cabra  cabrês”  e ela disse que vai pular em cima de mim e partir  em três.
Quer ir lá comigo?

Senhor Lobo: – Pois eu vou lá contigo. Eu não tenho medo da cabra .

Narrador – E os dois encaminharam-se para a casa do coelhinho. E bateram à porta. Tum, tum, tum...

Cabra – Aqui não entra ninguém. ...eu sou a  “cabra  cabrês”  se aqui entrar lhe parto em três.


Senhor Lobo:  – E eu sou o Lobo... e como não abre a porta vou soprar ...soprar... e a porta vou derrubar

Narrador – Então a cabra cabrês teve um ataque de riso  kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

Assim que o Lobo  derrubou a porta, ele expulsou a cabra  aos coices...
E a cabra disse:

Cabra – Eu sou a cabra cabrês e nesta casa não volto nem mais uma veeeeeeeeeez....e saiu correndo...correndo.

Narrador: o  Lobo abriu a porta ao coelhinho branco e aos seus amigos que trouxeram um delicioso bolo com cobertura de chocolate,  para comer  na páscoa.
E foi uma grande festa!!!

Cantar música sobre o coelhinho.

Coelhinho da Páscoa, que trazes pra mim?
Um ovo, dois ovos, três ovos assim!
Um ovo, dois ovos, três ovos assim!

Coelhinho da Páscoa, que cor eles têm?
Azul, amarelo e vermelho também!
Azul, amarelo e vermelho também!

Coelhinho da Páscoa, com quem vais dançar?
Com esta menina que sabe cantar!
Com esta menina que sabe cantar!

Coelhinho maroto, porque vais fugir?
Em todas as casas eu tenho que ir!
Em todas as casas eu tenho que ir!

         A História do Coelhinho Branco

Era uma vez um coelhinho branco que vivia numa toca na floresta.
Um dia saiu com uma cesta para ir à horta buscar couves para fazer um caldinho para o seu jantar, mas quando voltou viu que a porta da sua casa estava fechada, e ele tinha-a deixado aberta! Bateu, e ouviu uma voz grossa que vinha lá de dentro a perguntar:
- Quem és tu?
- Eu sou o Coelhinho Branco e fui à horta buscar couves para fazer um caldinho. E tu, quem és?
- Eu sou a Cabra Cabrês, que te salta em cima e te faz em três!
O Coelhinho Branco ficou cheio de medo e pensou: «o que é que eu faço? Não posso voltar para casa pois está lá a Cabra Cabrês que me salta em cima e me faz em três. Só me resta ir pedir ajuda a um amigo.»
E foi o que fez. Andou, andou pelos campos fora até encontrar o Cão:
- Olá, o que se passa, Coelhinho Branco, que tens um ar tão triste? - perguntou-lhe o Cão.
- Cão, ajuda-me. Fui à horta buscar couves para fazer um caldinho, mas quando voltei para casa estava lá a Cabra Cabrês que me salta em cima e me faz em três! Ajuda-me, Cão!
- A Cabra Cabrês! Ai, eu não vou lá que tenho muito medo dela!
O Coelhinho Branco ficou ainda mais triste. Só tinha vontade de chorar, mas como tinha de conseguir voltar a entrar em casa, continuou a pensar: «o Cão não me pôde ajudar, mas tenho de encontrar uma amigo que possa. Já sei! Vou procurar o Boi. Ele é grande e forte, e de certeza vai-me
ajudar a fazer fugir a Cabra Cabrês que me salta em cima e me faz em três.»
E lá andou até encontrar o Boi:
- Que tens, Coelhinho Branco, que estás tão triste? – disse-lhe o Boi.
- Boi, Boi, podes-me ajudar? Já pedi ajuda ao Cão, mas ele não me pôde ajudar: é que fui à horta buscar couves para fazer um caldinho, mas quando voltei para casa estava lá a Cabra Cabrês que me salta em cima e me faz em três! Não sei o que fazer!
- A Cabra Cabrês! Ai, eu não vou lá que ela é muito má! Desculpa Coelhinho Branco, mas eu tenho muito medo!
O Coelhinho branco estava mesmo a ficar muito triste e não sabia o que havia de fazer.
Continuou a pensar no assunto: «fui ao Cão, mas ele não me pôde ajudar. Fui ao Boi, que é grande e forte, mas ele também tem medo da Cabra Cabrês que me salta em cima e me faz em três! A que outro amigo poderei pedir ajuda?»
E o Coelhinho Branco depois de muito pensar foi ter com o Gato:
- Olá! Que tens, Coelhinho Branco, que estás tão triste? – perguntou-lhe o Gato.
- Gato, ajuda-me! Já pedi ajuda ao Cão, mas ele não me ajudou.
Também pedi ajuda ao Boi, mas nem ele me ajudou. E depois pensei em ti que és meu amigo: eu fui à horta buscar couves para fazer um caldinho, mas quando voltei para casa estava lá a Cabra Cabrês que me salta em cima e me faz em três! Podes ir lá comigo?
- A Cabra Cabrês, que te salta em cima e te faz em três? Desculpa mas não, eu não vou lá que tenho medo!
O Coelhinho Branco ficou tão triste, tão triste, que se sentou numa pedra e começou a chorar:
Nisto passou uma formiga que lhe perguntou:
- Que tens, Coelhinho Branco, porque choras tanto?
E o Coelhinho Branco respondeu:
- Fui à horta buscar couves para fazer um caldinho, mas quando voltei para casa estava lá a Cabra Cabrês que me salta em cima e me faz em três! Já pedi ajuda ao Cão, ao Boi e ao Gato, mas nenhum me quis ajudar. Estou tão triste pois não sei o que fazer.
- Não te preocupes, Coelhinho Branco, eu vou lá contigo!
E partiram os dois a correr de volta para a toca do nosso amigo.
Mal lá chegaram, o Coelhinho Branco perguntou:
- Quem está ai?
- Estou eu, a Cabra Cabrês, que te salto em cima e te faço em três! E tu quem és?
Nesse momento, a formiga deu um grande salto, enfiou-se pelo buraco da fechadura e exclamou:
- Eu sou a Formiga Rabiga, que te salto em cima e te furo a barriga!
Dentro da casa ouviu-se um grande reboliço e muitos berros da Cabra Cabrês, que acabou por abrir a janela, saltar dali e fugir depressa pelos campos a fora.
O Coelhinho Branco agradeceu à formiga Rabiga, que o tinha livrado da Cabra Cabrês, e convidou-a para comerem juntos o caldinho de couves que ele fez com os legumes que tinha ido buscar à horta para o seu jantar.                                        (adaptação)

8 comentários:

  1. demais .... gostei muito!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Profª Ivani...a adaptação da história feita por você permite a participação de crianças de diferentes idades. Amei!

      Excluir
  2. Profª Ivani,
    A adaptação da história feita por você permite a participação de crianças de idades diferentes. Parabéns pelo seu trabalho. Amei!

    ResponderExcluir
  3. Profª Ivani,
    A adaptação da história feita por você permite a participação de várias crianças de idades diferentes. parabéns pelo seu trabalho! Amei!

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito da História do coelhinho branco. Vou fazer teatro da páscoa

    ResponderExcluir