Quem sou eu

Minha foto
Brumadinho, MG, Brazil
Ivani Ferreira é professora e blogueira . Possui graduação em Letras pela Faculdade Asa de Brumadinho (2006), Normal Superior pela Universidade Federal de Montes Claros(2005), especialização em Psicopedagogia pela Universidade Federal Castelo Branco (2007), Supervisão Pedagógica pela FINON (2008). Professora efetiva na rede Municipal de Brumadinho desde 2005, porém, atua na rede municipal com turmas da Educação Infantil , Ensino Fundamental 1 e 2 , desde o ano de 2002. Trabalhou como supervisora pedagógica na Escola Municipal Leon Renault- Brumadinho/MG (2013- 2016). Atualmente trabalha como professora da Educação Infantil na EMEI Nair das Graças Prado em Brumadinho/MG. Sejam bem vindos(as)!!!

domingo, 20 de março de 2011

Texto: A Fada sempre viva (sylvia Orthof

A fada Sempre-viva

        Eu conheço uma fada chamada Sempre-Viva.
        Ela é uma senhora fada, tipo vovó ou bisavó.
        Fada Sempre-Viva usa um leque, em vez de varinha de condão.
        Seu chapéu é de pérolas, com um veuzinho feito de teia de aranha francesa.
        Fada Sempre-Viva mora numa casa que também é fada: é uma casa-fada com janelas encontradas.
        As janelas abrem-se sobre paisagens que imaginamos.
        A janela daqui mostra um lugar cheio de borboletas.
        A janela dali mostra um céu estrelado, com lua, dragão e astronauta.
        A janela do meio mostra o pensamento. E como o pensamento é coisa de repente, a janela abre para o branco.
        Quem olhar por ela pensa o que quer.
        Fada Sempre-Viva faz tudo o que qualquer fada faz:
        transforma sapos em príncipes,
        abóboras em carruagens,
        ratinhos em sanduíches de cachorro-quente
        e cachorro-quente em cachorro-frio resfriado.
        Mas o que a fada Sempre-Viva faz melhor de tudo é bater claras de neve. Ela é especialista, formada pela Escola de Claras em Neve do país das Nevadas Claras.
        E fada Sempre-Viva, quando bate claras em neve, deixa de lado o seu leque, coloca um avental feito de retalhos de escamas de rabo de sereia e babadinhos... e vai para a cozinha.
        A cozinha da fada Sempre-Viva é linda:
        com fogão de flores,
        geladeira de morangos,
        pia de peixinhos,
        ladrilhos de pedras preciosas.
       
            
                 Sylvia Orthof, A fada Sempre-Viva e a galinha-fada. São Paulo,    
                                        Ed.   FTD, 1986

Nenhum comentário:

Postar um comentário