Quem sou eu

Minha foto
Mineira,professora graduada em Normal Superior e Letras,posgraduada em psicopedagogia e supervisão escolar. Atualmente estou atuando na educação infantil(maternal 1),amo os meus pequenos. Sejam bem vindos(as)!!!

domingo, 20 de março de 2011

O Bonequinho Doce (Alaíde Lisboa)





O Bonequinho Doce (Alaide Lisboa)



"Lucinha e Lalá estavam conversando.
Lucinha disse: Lalá, eu queria um irmãozinho para brincar.
E Lalá disse: Eu também, Lucinha, queria um irmãozinho para brincar.
Lucinha e Lalá pensaram, pensaram...
Depois, Lucinha disse: Vamos fazer um irmãozinho, Lalá!
Lalá respondeu, dando pulos de contente:
Vamos, Lucinha, vamos fazer um irmãozinho!
Lucinha e Lalá arranjaram um pouco de água, um pouco de farinha, um pouco de açúcar.
Lucinha e Lalá amassaram a farinha, a água e o açúcar.
E fizeram um bonequinho doce.
O Bonequinho Doce ia ser o irmãozinho de Lucinha e Lalá.
Lucinha e Lalá estavam contentes mesmo!
Elas queriam muito um irmãozinho para brincar!
O irmãozinho de Lucinha e Lalá vai ficar bonitinho, bonitinho!...
Depois Lalá disse: Vamos pintar o Bonequinho Doce?
Lucinha respondeu: Vamos sim, Lalá.
E as duas meninas pediram tinta à Mamãe e pintaram o Bonequinho Doce: pintaram o chapeuzinho de azul, pintaram o paletozinho de vermelho, pintaram a calcinha de amarelo.
O Bonequinho Doce ficou muito bonitinho!
Lucinha e Lalá levantaram o Bonequinho Doce.
O Bonequinho Doce, então, começou a correr!


Lucinha correu atrás do Bonequinho Doce.
Lalá também correu atrás do Bonequinho Doce.
Mas o Bonequinho Doce corria muito mais!...
Lucinha gritou: Bonequinho Doce, espere um pouco!
Lalá também gritou: Bonequinho Doce, espere um pouco!
O Bonequinho Doce gritou: Corra, Lucinha, corra Lalá!
Senão vocês não me apanham.
E o Bonequinho Doce corria, corria...

No caminho, o Bonequinho Doce encontrou uma velhinha.
A velhinha gritou: Bonequinho Doce, espere um pouco!
Meus netinhos vão gostar muito de você!
O Bonequinho Doce gritou: Corra, corra, vovozinha!
Senão você não me apanha!
Mas a vovozinha não podia correr muito.
E o Bonequinho Doce corria, corria...

Mais adiante, o Bonequinho Doce encontrou um velhinho.
O velhinho gritou: Bonequinho Doce, espere um pouco!
Meus sobrinhos vão gostar muito de você!
O Bonequinho Doce gritou: Corra, corra, vovozinho!
Senão você não me apanha!
Mas o velhinho não podia correr muito.
E o Bonequinho Doce corria, corria...

Mais adiante, o Bonequinho Doce encontrou dois meninos.
Jonjoca gritou: Bonequinho Doce, espere um pouco!
Paulinho também gritou: Bonequinho Doce, espere um pouco!
E o Bonequinho Doce gritou: Corra Jonjoca, corra Paulinho!
Senão vocês não me apanham!
E o Bonequinho Doce corria, corria...

De repente, o Bonequinho Doce viu uma lagoa.
E viu um patinho na lagoa.
O patinho viu o bonequinho e gritou:
Bonequinho Doce, pule n’água!
E o bonequinho pulou.
O Bonequinho Doce pulou n’água: tchibum!
E o n’água começou a desmanchar!

Jonjoca e Paulinho corriam, corriam...
E chegaram lá na beira da lagoa.

O velhinho e a vovozinha também chegaram lá na beira da lagoa.

Lucinha e Lalá também chegaram lá na beira da lagoa.
Todos ficaram tristes, tristes!...
O Bonequinho Doce ia sumindo, sumindo...
Lalá começou a chorar.


Então Lucinha disse:
Não chore, Lalá!
Nós vamos para casa fazer outro bonequinho doce!
Lalá parou de chorar e disse: Vamos, Lucinha, vamos depressa para casa.
Vamos fazer outro bonequinho doce!


O novo bonequinho doce não fugiu.
Lucinha e Lalá tiveram muito cuidado: Lucinha e Lalá fecharam a porta do quarto.
Lalá sentou o Bonequinho Doce na cadeira, e Lucinha contou a história do outro bonequinho que sumiu na lagoa.
E o novo Bonequinho Doce pensou: não vou fugir, nunca...”


Nenhum comentário:

Postar um comentário